Patricia Abravanel apoia união entre SBT e Record para mercado publicitário


Patricia Abravanel não hesitou ao ser perguntada sobre os mais variados assuntos sobre a TV brasileira em entrevista ao programa da rádio Jovem Pan, o “Morning Show“. Entre outras coisas, sobre a divisão da verba do mercado publicitário e a baixaria na TV brasileira.
De acordo com as informações do jornalista Mauricio Stycer, Patricia deixou claro que se houvesse uma união entre SBT e Record, a fatia publicitária seria melhor dividida entre as principais emissoras do país: “Se a Record junto com SBT registrar mais de 50% da audiência, o próprio mercado não terá justificativa para investir só na Globo e vai precisar dividir verba”. O desabafo se deve, principalmente pelo fato da Globo conseguir mais de 50% da verba publicitária, enquanto as outras emissoras recebem um valor muito menor.
Um caso assim aconteceu em 2013, quando o vice-presidente da RedeTV! não poupou críticas ao método usado na divisão da verba no mercado publicitário:  “A Globo tem um pouco mais de 30% de audiência e fica com mais de 80% do dinheiro da publicidade”, disse na ocasião.
Ainda sobre a entrevista de Patricia ao “Morning Show“, quando questionada sobre a baixaria na TV brasileira, ela garantiu que o SBT não tem a cara de programa do gênero: “Se o programa tem resultado financeiro, mas não muita audiência é o que vale para nós. Sexo, polêmicas e tragédias dão ibope, mas não é a cara do SBT e não posso fazer algo que me agride só para agradar ao público. É melhor não fazer”.
Com informações do Bastidores da TV
Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Cuidado com o que você comenta,seus argumentos pode prejudicar nossa equipe e você próprio.