'O Direito de Nascer', do SBT vai voltar ao ar na TV paga


 A novela "O Direito de Nascer", produzida pela produtora independente JPO, de João Paulo Vallone e Roberto Talma para o SBT, vai voltar ao ar, dessa vez na TV paga.

De acordo com Flávio Ricco, na coluna Canal 1, a novela será exibida pelo canal Fox Life, substituindo outra trama nacional da época, "A Escrava Isaura", remake exibido originalmente pela Record.

"O Direito de Nascer" foi um dos vários trabalhos da JPO a partir de meados da década de 90. Produzida e gravada em 1997, só foi ao ar em 2001. 

A trama, escrita originalmente pelo cubano Felix Caignet e adaptada no Brasil por Aziz Bajur e Jaime Camargo, se passa em Cuba, entre os anos de 1899 e 1945, e conta a história de amor entre Maria Helena de Juncal (Guilhermina Guinle) e Alfredo Martins (Fernando Eiras). O casal enfrenta milhões de dificuldades e, por causa de suas famílias, acabam separados. A única pessoa a apoiar o romance é Mamãe Dolores (Ducilene Moraes), a empregada da família de Maria Helena. O romance às escondidas termina em uma gravidez indesejada. Alfredo a decepciona sugerindo que faça um aborto, mas Maria Helena decide enfrentar a família para ter o filho. Sem revelar o nome de seu amante, Maria Helena acaba amaldiçoada pelo próprio pai, que tenta obrigá-la a se casar com Alfredo. Como ela não quer mais saber do namorado, o pai a manda para uma fazenda longe de todos, acompanhada por Dolores. Quando a criança nasce, a empregada salva o garotinho de ser morto a mando do próprio avô e foge com a criança, que passa a ser chamada de Albertinho (Jorge Pontual). Desiludida com sua vida, Maria Helena acaba se tornando freira, mas sem nunca esquecer de seu filho, que adota Dolores como sua mãe de criação. Também fazem parte do elenco Angelina Muniz, Elaine Cristina, Antônio Petrin, Estér Góes, Georgia Gomide, Luiz Guilherme e Cynthia Benini.

Informações SBTpédia 
Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Cuidado com o que você comenta,seus argumentos pode prejudicar nossa equipe e você próprio.