Nova Coluna: Guerra dos Singles: Lagrimas x Tú y Yo x Absurda - A briga das Exs-RBD's - SBT World

ULTIMAS

3 de nov de 2013

Nova Coluna: Guerra dos Singles: Lagrimas x Tú y Yo x Absurda - A briga das Exs-RBD's

Chegou uma nova coluna no SBT World! Toda semana vamos falar dos últimos lançamentos na música e concorrida disputa pela melhor colocação nas paradas! Confira, 'Guerra dos Singles':


A guerra dos singles anda cada vez mais acirrada na música latina. Depois do fim da famosa banda RBD, cinco dos 6 integrantes, entraram para a carreira solo na música. Depois de conturbadas estreias, de acertos e erros, as três integrantes femininas do grupo apostaram alto este ano com seus lançamentos.

Acontecimentos a parte, vamos aos principais singles lançados por Anahí, Dulce Maria e Maite Perroni em 2013.

DULCE MARIA

Dulce após um longo período apenas em estúdio, preparando para seu novo álbum  lançou um single promocional chamado 'Es Un Drama'. Uma mescla de PopRock intenso, que mostrou uma nova faceta da ruiva, muito agradável. Mas não era um single próprio de Dulce, o single era a musica de abertura da novela da MTV latina e serviu como 'promocional' para alavancar a novela. Depois de alguns meses, finalmente a musa rebelde, lançou seu tão aguardado single próprio do seu próspero álbum sem titulo ainda.
'Lágrimas' é o único single próprio de Dulce lançado esse ano. A musica foi produzida pelo brasileiro Dudu Borges, que produziu algumas músicas de Michel Teló. A produção é extremamente diferente de tudo que a ruiva já fez em sua carreira solo. Dulce trabalhava sempre em sua zona de conforto, no 'popmusic', sempre puxando pro pop mais americanizado, mas nunca fugindo do mesmo som que o RBD fazia, o que lhe rendeu algumas críticas negativas. A musica é totalmente carregada de doses de ritmos dançantes brasileiros e latinos, com uma cara de musica regional mexicana. A participação do cantor mexicano Julión Alvarez, influenciou ainda mais a mescla de ritmos e potencializou os sons dos ritmos mexicanos.
A Ousadia da cantora, não teve um recebimento muito agradável, foi alvo de algumas críticas e resistência por uma grande parte do público de Dulce.




Nota 6,5 - Não foi uma boa escolha por parte da Dulce investir neste lado mais mexicano. O marketing da cantora foi sempre com foco na carreira internacional, e este 'Lagrimas' pode elevar ela no âmbito da musica latina no méxico e alguns países hispânicos  mais em países onde Dulce tem grandes legiões de admiradores, que não tem ligação com esse estilo de música diminui a imagem da carreira dela, como no Brasil, Estados Unidos e países europeus, que não chegaram a tocar a canção dela nas rádios. Foi um risco a sua carreira internacional, mas uma boa produção.


MAITE PERRONI 

A morena desde que a Banda terminou apenas se dedicou as novelas mexicanas e se deu bem, se consagrando uma das grandes atrizes do México e reconhecida internacionalmente por seus papéis. Tempos passados, Maite resolveu atender os milhares de pedidos de seus admiradores e voltou de vez para a música. Lançando sua carreira solo, como single promocional, lançou 'Te Daré Mi Corazón' a pedido da gravadora Warner Music, para divulgar que assinou um contrato milionário com a gravadora e que em breve entrará de vez para o mercado concorrido da música.  A cantora mostrou realmente que decidiu investir no seu 'debut' como cantora solo, e se mudou para Nova York para gravar o CD e estudar dança e aprimorar seu inglês. Depois de meses de espera, Maite lança seu primeiro single oficial como cantora, intitulado de 'Tú Y Yo', a morena mostrou que o seu som é bem diferente das colegas da Banda e que pretende seguir uma vertente de som mais latina, mais agregada a musica mexicana. 'Eclipse de Luna' contém 13 faixas inéditas, a maioria com ritmos locais, Maite se divide entre algumas baladas, bachatas e até mesmo em dance eletrônico  como é o caso da faixa “Ojos Divinos”. O destaque do álbum fica por conta do tão bem escolhido primeiro single “Tu y Yo”, “Agua Bendita”, “Inexplicable”, “Los Cangrejos” e a canção “Me Va”.
Maite se provou uma artista madura, está entregue ao seu universo e não parece ter pretensões de fugir disso.




Nota 8 - De forma natural e tranquila, a moça fez com que todos dessem atenção ao seu trabalho, muito diferente de suas ex-colegas de trabalho, Anahí e Dulce Maria, que seguem  um estilo de som mais americanizado. Maite mostrou um som mais maduro do que fazia no RBD e que tem potencial para seguir na música e se consagrar como uma boa cantora. "Tú y Yo' foi uma boa escolha para lançamento, tem um forte apelo, uma 'pegada' mais latina, com mesclas do pop, do dance, da bachata, que a caracteriza 'diferente e divertida'.

ANAHI

No começo de 2012 a mais famosa integrante da banda se dedicou a gravação da novela 'Dos Hogares', a sua grande volta as novelas e foi como protagonista. E como o ritmo das gravações são intensas para uma novela do horário nobre, Anahí apenas gravou e lançou apenas uma musica neste período, um single promocional da novela, intitulado 'Dividida'. A música teve uma repercussão além do esperado, inicialmente o single deveria ser divulgado apenas para países que a novela fosse apresentada (México e EUA), mas acabou tendo um grande destaque em diversos países devido a imagem da cantora estar em alta, inclusive no Brasil, obrigando a EMI Music Brasil a lançar o clipe na 'MTV Brasil', chegando a ficar durante semanas em 1º lugar na parada nacional de clipes da emissora. 
Acontecimentos a parte, terminando a novela a cantora se dedicou intensivamente ao seu novo álbum, que segundo a própria, seria o melhor de sua carreira. Se mudou para Los Angeles, EUA e contratou os produtores Humberto Gatica e One Feme, vencedores de vários Grammys. Gatica, conhecido por produzir discos e músicas para Michael Bublé, Michael Jackson, Mariah Carey, Celine Dion,Tina Turner, Elton John e outros, já venceu 16 Grammys e acumula mais de 35 anos de carreira. Algumas de suas produções mais famosas são “Amore” de Andrea Bocelli, “My Heart Will Go On” de Celine Dion, “Thriller” de Michael Jackson e, a canção que mudou o mundo no século XX, a recordada “We Are the World”. Um de seus Grammys veio pela famosa música “Bad”, também de Michael Jackson, na categoria “Melhor Engenheiro Técnico de Som”, nos 30th Annual Grammy Awards (1987); além do Prêmio de “Melhor Canção” no Oscar de 1998, por “My Heart Will Go On”, tema principal do multi-premiado filme Titanic. 
Para a surpresa de todos os fãs, o produtor Keith Harris -famoso por ter trabalhado com artistas como Mariah Carey, Michael Jackson, Black Eyed Peas, Chris Bown, Will-I-Am e, inclusive em algumas músicas do novo disco de Madonna, MDNA, também começou a trabalhar com Anahí. E ninguém mais, ninguém menos que o guitarrista do grupo Black Eyed Peas, George Pajon também entrou em estúdio com a musa. A Ex-RBD também confirmou as colaborações de Fernando Garibay, Sebastian Krys, Gian Marco, Claudia Brant e Diane Warren. Mais o que mais causou impacto foi a confirmação da gravação do dueto entre Anahí e o rapper americano Flo Rida. Com todo esse time de primeira linha de produtores, Anahí tinha tudo para entrar de vez no mercado da musica americana e marcar de vez seu lugar entre as grandes divas da musica. Mas infelizmente, tudo não passou de um sonho e o projeto foi engavetado, sem um uma explicação exata por nenhuma das partes envolvidas. A imprensa mexicana, ansiosa por esse trabalho da cantora, divulgou que por uma questão de problemas com a gravadora EMI Music, a estrela resolveu guardar o projeto até que seu contrato com a gravadora EMI terminasse. Boatos e mais histórias rondaram o engavetamento do projeto. Pegando a todos de surpresa, Anahí anuncia uma pausa na carreira, sem previsão de volta, e lança apenas uma música, o finalmente tão aguardado single, 'Absurda'. 
A canção “Absurda” é uma parceria entre Anahí, o cantor Noel Schajris e a compositora Claudia Brant; e realmente traz uma sonoridade mais madura da cantora. 



Nota 9,5 - O single impressiona pela letra e a melodia formando um conjunto único de sonoridade ideal para a mensagem que a canção traz. O estilo mais americanizado, um pop mais denso e romântico, ficou perfeito na voz dela e combinou perfeitamente para a proposta da música. Uma excelente produção, sem contestações. Apenas é uma pena que o single não teve nenhuma divulgação e teve um exito marcante por si próprio, configurando nas principais paradas musicais de diversos países e sendo a musica latina mais vendida no Itunes por semanas.
Por @FranklinJo / Blog do Franklin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cuidado com o que você comenta,seus argumentos pode prejudicar nossa equipe e você próprio.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial