Giovanna Grigio, a nova Mili de "Chiquititas", diz que personagem será mais moderna

Prestes a entrar no ar no SBT/Alterosa no lugar de Carrossel, o remake da novela infantil Chiquititas está com as gravações bem adiantadas. Entre as apostas da nova versão está Giovanna Grigio, adolescente nascida em Mauá, Grande São Paulo, que viverá a protagonista da trama, Mili. O papel da órfã que sonha descobrir o paradeiro dos seus pais foi consagrado por Fernanda Souza nos anos 1990, o que abriu portas para a entrada da atriz na Rede Globo na década seguinte. Para conquistar a personagem, Giovanna passou por bateria de testes e venceu dezenas de meninas. Uma vitória e tanto para uma jovem de 15 anos que, até então, havia participado apenas de comerciais publicitários e apresentado o programa infantil Band kids (na TV Bandeirantes), em 2009. "O dia que soube do resultado foi um dos mais felizes da minha vida", confessa a adolescente. Nesta entrevista, Giovanna fala sobre as futuras comparações com o trabalho de Fernanda Souza, sua expectativa para estreia da novela e seus sonhos para o futuro.

Chiquititas não será a sua primeira experiência na televisão, certo?
Participei do programa Band kids (Rede Bandeirantes) no passado, mas essa é a minha primeira novela.

Como você conquistou o papel na trama?
Foi a minha empresária que correu atrás. Ela descobriu sobre os testes e conseguiu me encaixar. Fiz uma sessão de testes até que finalmente me aprovaram.

Você esperava ser a protagonista da novela?
Ah, eu esperava. Quer dizer, eu estava torcendo bastante. Mas, mesmo assim, pegar o papel da Mili foi uma grande surpresa. Para passar no teste, eu me dediquei muito, lutei para isso.

Como foi receber a notícia da aprovação?
Nossa, foi um dos dias mais felizes de toda a minha vida. Além de ser uma personagem interessante, conseguir uma protagonista já na minha primeira novela... Foi muito gostoso saber o resultado.

Você tem medo de comparações com o trabalho feito por Fernanda Souza?
Não gosto de comparações. Acho que a Fernanda Souza é a Fernanda Souza e teve a Mili dela. Sou a Giovanna e tenho a minha Mili. Claro que vai haver comparações, mas é preciso lembrar que a outra versão era nos anos 1990. Hoje em dia é outra época, o negócio está mais moderno. Minha Mili não vai fugir da personagem, mas será diferente.

Muitos atores que participaram de Chiquititas hoje são famosos, como Débora Falabella, Bruno Gagliasso e Sthefany Brito. Você espera que ocorra o mesmo com você?
Sonho com isso. Tenho noção de que Chiquititas vai abrir portas para mim no futuro. Quero aproveitar todas as oportunidades ao máximo. Só que enquanto estiver na novela será apenas ela. Vou me dedicar para fazer um bom trabalho.

Você chegou a assistir à primeira versão da novela?
Não cheguei a acompanhar, mas acabei assistindo a vídeos pela internet. Foi bom, pois me ajudou a entender a personagem e a ver a situação dela. Ajudou na construção da Mili.

Os coleguinhas da sua escola já estão pedindo autógrafo?
As pessoas da escola já sabem, mas, por enquanto, está tudo normal. As crianças menores são as que ficam mais ansiosas. Na parte da escola onde estudo, passo o intervalo só com os maiores e eles não ligam muito, não. As mais animadas são as criancinhas mesmo.

Você tem algo em comum com a Mili?
Sim. Ela é uma menina muito sonhadora e eu também sou. O sonho dela é descobrir sua história, o que ocorreu com ela. E o meu sonho é saber o que vai acontecer comigo, como será a minha vida e a minha carreira.

Foi difícil entender o universo de um orfanato?
É um pouco difícil porque a realidade da Mili é totalmente diferente da minha. Ela não sabe nada sobre o seu passado, não tem pai e mãe e vive com outras crianças. Fizemos um workshop, que me ajudou bastante, mas precisei pesquisar também. Acho que agora consigo entender melhor o que ela sente.

Fonte: Jornal Estado de Minas
Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Cuidado com o que você comenta,seus argumentos pode prejudicar nossa equipe e você próprio.