Grande nome do SBT, Carlos Alberto de Nóbrega diz que trata os filhos caçulas como avô


 
Carlos Alberto de Nóbrega já havia criado quatro filhos quando, há 13 anos, a ex-mulher, Andrea Nóbrega, engravidou de gêmeos. O apresentador do humorístico do SBT A Praça é Nossa encarou, então, a tarefa de começar tudo de novo para criar Maria Fernanda e João Victor.

Em conversa com O Fuxico, Carlos Alberto conta que teve dificuldades no começo por causa de uma guerra de gerações. Ele explica que a criação de seus mais velhos foi bem rígida, “ao estilo espartano”, e quando os gêmeos vieram ele repensou tudo e teve uma experiência completamente diferente.

“É um sonho ser pai de novo na minha idade, então, o tratamento que eu dou aos meus filhos é de avô, até porque eu tenho idade de avô. Deseduco mesmo, estrago, mimo. A Maria Fernanda sabe que manda em mim”, confessou. “A única coisa que brigo com ela é em relação a roupa. Dou dura mesmo quando ela resolve sair de shortinho curto. Já fiz ela mudar de roupa duas vezes”, continuou.

Os gêmeos, que completaram 13 anos nesta semana, estão entrando na fase delicada da adolescência, mas Carlos Alberto não vê muitos problemas pela frente. O humorista conta que enquanto João Victor é tímido e introvertido, a irmã tem a quem puxar.

“Maria Fernanda é igualzinha à mãe! Com todos os seus defeitos e qualidades. Ela fala alto, gesticula, chama a atenção”.

E, logicamente, a menina quer seguir carreira na televisão como atriz – ela até chegou a fazer teste para a novela Chiquititas. Carlos Alberto não desaprova, mas acha que ainda é muito cedo.

“Eu não tenho que aceitar. É o que vai acontecer. Mas ainda acho que é muito cedo, lugar de criança é na escola. Eu não vou impedir, até porque eu enfrentei isso quando resolvi que queria seguir carreira no rádio. Meu pai falou pra mim ‘você segue isso se me der um diploma de faculdade’, então cursei direito. E para que? Teria sido muito mais útil na minha vida se eu tivesse feito inglês durante esses cinco anos”, contou.

“Mas eu acho que ainda não é hora. Outro problema é que no Brasil, infelizmente, 99% das crianças que procuram a televisão fazem isso para ajudar em casa, porque vêm de famílias pobres e contam com esse dinheiro na renda do lar. Eu não acho justo a Maria Fernanda começar agora e tirar o lugar de alguém que precisa de verdade”, continuou o artista.

Já em relação a João Victor, Carlos Alberto enche o peito para falar que o menino é seu grande companheiro, “um parceirão”, e acredita que ele seguirá os passos do pai.

“Ele é igualzinho a mim quando era criança. Ele é tímido, introvertido, não gosta de tirar fotos. Quando eles vão ao programa, Maria Fernanda vai direto ao cenário e senta no banco, já João Victor corre para os bastidores, fica com o seu irmão Marcelo (de Nóbrega, diretor da Praça é Nossa), mexe em tudo, quer saber como tudo funciona. Acho que ele vai seguir o meu caminho sim”, orgulha-se.

Mas enquanto a idade de escolher uma carreira não chega, Carlos Alberto acompanha, animado, o crescimento dos seus caçulas, que já estão com um pé na adolescência.

Fonte: OFuxico
Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Cuidado com o que você comenta,seus argumentos pode prejudicar nossa equipe e você próprio.