Cristina Padiglione conta os momentos antológicos do Troféu Imprensa 2013


 
De tudo o que eu já vi e vivi em alguns anos na bancada do Troféu Imprensa, esta última edição teve os momentos mais inacreditáveis que lá já presenciei. E toda vez que eu lá apareço, o Silvio me pergunta: “É sua primeira vez aqui?” Eu me divirto, e ponto.

Vamos aos momentos antológicos da edição:

1) Silvio chama ao palco a dupla Patati Patatá para entregar troféu de 2011. Os palhaços também haviam acabado de faturar prêmio por 2012. Lá pelas tantas, diz que é uma pena que os dois estejam indo embora do SBT. Eles chacoalham a cabeça, “nada disso, Silvio, não vamos embora, não, adoramos o SBT”. O que os dois mal sabiam é que o patrão tinha decidido tirar os dois do ar, e de fato os tirou dois dias depois da gravação.

2) Serginho Groisman vai receber 4 troféus por anos anteriores. “É o Oscar da televisão brasileira, né Silvio?” “É, aqui a gente já copia, que é mais fácil”, responde o empresário, ressaltando que o seu troféu é de ouro, e o Oscar, apenas banhado. “Eu sei, já vendi um”, diz Groisman. Silvio não sabe se ri, demora a alcançar a piada.

3) Escalada para entregar os troféus a Groisman, Sonia Abrão não se contém, e agradece a linda homenagem que ele fez ao primo dela, Chorão, no Altas Horas. Se alguém ainda não sabia do parentesco, lá estava a chance. Serginho consentiu, meio constrangido.

4) A música sobe para a triufal entrada da vencedora como melhor apresentadora de TV de 2011 (quem votou nela?), mas Patrícia Abravanel não aparece. Quando finalmente chega, a música já baixou – o que foi devidamente consertado na edição. Disse que estava com muito frio e, como o pai não a chamava, ela foi se recolher a um lugar mais aquecido. “Depois você diz que eu te persigo, tem que ser filha do dono, mesmo…”, alfineta o pai.

5) Margareth Boury entra para receber o Troféu Internet pela autoria de Rebelde, escolhida por internautas como a melhor novela (sem comentários) de 2011. “Só um troféu?”, ele pergunta a Margareth, depois de avaliar o gosto fashion da autora. Ela ri. E como se ofender com o personagem?

6) Luan Santana entra em cena para receber troféu de anos anteriores e Silvio delega ao rapaz a missão de escolher os jurados que votarão no melhor cantor de 2012, sendo que um dos finalistas, veja bem, é o próprio Luan. Auge do constrangimento. O rapaz, que nunca tinha visto o mito Silvio Santos na frente, nervoso, mal sabe o que fazer. Os jurados enfiam a cara para dentro do casco, tartarugas que são, eu inclusa. Quem gostaria de se prestar a tal papel?

Asssim se passou o 55º Troféu Imprensa.

Silvio diz que não vê TV, coisa que pra ele é trabalho, não diversão.

Perguntou quem era aquele tal de Danilo Gentili, que ganhou como melhor programa de entrevistas do ano passado, e diz que precisa contratá-lo, mesmo sem saber de quem se trata.

Mostrou-se surpreso com o sucesso de Avenida Brasil, como se morasse em Marte.

Disse que faz ioga e meditação, e que a primeira leitura do dia é sempre a coluna da minha queridona Keila Jimenez, na Folha, e ela bem que salvou vários momentos do programa.

No mais, o que dizer de Praça é Nossa batendo o Pânico?

De Xuxa vencendo como melhor apresentadora?

De a TV paga, que hoje alcança mais de 50 milhões de brasileiros, não ter merecido uma única citação?

Como diz a musiquinha, “do mundo não se leva nada, vamos sorrir e cantar”.
Fonte: Cristina Padiglione (Estadão)
Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário

Cuidado com o que você comenta,seus argumentos pode prejudicar nossa equipe e você próprio.