Chiquititas terá nova fase a partir do capítulo 100 e entrada da atriz da "Menina-Fantasma" - SBT World

ULTIMAS

30 de abr de 2013

Chiquititas terá nova fase a partir do capítulo 100 e entrada da atriz da "Menina-Fantasma"



O refrão de Remexe – música tema da novelinha Chiquititas, que se tornou febre nos anos 1990 – já pode ser ouvido novamente nos corredores do SBT. A emissora finalmente revelou os nomes que vão compor a primeira fase da sucessora de Carrossel, com estreia prevista para o final de junho. Entre as apostas do SBT estão a atriz Manuela do Monte (ex-protagonista de Malhação), Emílio Eric (filho do apresentador Emílio Surita, do Pânico na TV), Letícia Navas (ex-apresentadora do TV Globinho) e atores juvenis estreantes.

O elenco do novo projeto conta ainda com Sandra Pêra, Giovanna Gold, Guilherme Boury, Amanda Costa e pratas da casa, como Virgínia Nowicki e Paulo Leal (ator que fez Amor e revolução). Já o papel da órfã Mili – que consagrou a atriz Fernanda Souza no passado – foi arrematado pela novata Giovanna Grigio, de 15 anos. Segundo o diretor-geral Reynaldo Boury, todos os nomes foram escolhidos por testes e não houve convites. “Todo o elenco foi selecionado por testes de atuação, não foi baseado em outra coisa. Fizemos a seleção de acordo com faixa etária, tipo físico e chegamos a essa seleção final”, garante.


NOVO FORMATO - Algumas mudanças estruturais marcam a volta de Chiquititas à grade do SBT. Enquanto a primeira versão da novelinha contou com cinco temporadas, o novo remake deverá ser condensado em uma única sequência de 300 capítulos. A trilha sonora também apresentará pequenas alterações, mesclando hits do passado com canções inéditas. “A ideia é trabalhar em três frentes: aproveitar o que a antiga versão tinha de melhor, apostar em composições inéditas e em parcerias com grandes nomes da MPB, assim como foi feito em Carrossel”, explica o diretor Ricardo Mantoanelli.

Está prevista ainda a chegada de novas crianças ao elenco por volta do capítulo 100, totalizando 35 atores mirins no núcleo do orfanato. A participação de Ana Lívia (a “menina fantasma”) está confirmada para este momento. Entretanto, ainda há mistério se as antigas estrelas de Carrossel serão reaproveitadas. “Por enquanto ninguém de Carrossel entra nessa novela. A ideia é usá-los numa futura produção após Chiquititas”, despista Reynaldo Boury.

SHOWS PELO BRASIL - Algumas oportunidades perdidas em Carrossel prometem ser aproveitadas pelo SBT em Chiquititas, como shows com o elenco infantil logo no começo da novela. “Estamos tentando acertar este tempo, mas o ritmo de gravações não permite shows. Além disso, respeitamos a legislação brasileira e as crianças gravam apenas seis horas por dia”, comenta o diretor-geral.

 Problemas verificados em Carrossel também estão sendo olhados de perto pela direção de Chiquititas, tais como dificuldades de adaptação e conduta dos pais. “Os maiores problemas, às vezes, são os pais das crianças. Mas neste elenco todo mundo é muito disciplinado. Há um comportamento de chegar com o texto decorado e não ter displicência com o tempo, já que o horário de gravações é curto”, entrega Mantoanelli.

AMBIENTE FAMILIAR - Chiquititas representa o primeiro trabalho de Manuela do Monte longe da Globo, emissora onde permaneceu por uma década e passou por produções como A casa das sete mulheres, Insensato coração e Paraíso. A primeira impressão do novo local de trabalho foi boa, segundo ela. “Estou gostando muito e me sentindo bem no SBT. É um ambiente bastante familiar”, resume a atriz, que se mudou para São Paulo para se dedicar ao novo projeto.

Outro que estreia na emissora paulista após passagens pela Globo e RedeTV! é Emílio Eric. Para ele, Chiquititas está sendo uma oportunidade de estreitar os laços profissionais com Letícia Navas, com quem apresentou o TV Globinho. “Eu e Letícia temos uma química muito forte e somos amigos. Ela cuida de mim e eu dela”, revela.


Entre os atores novatos, a dúvida foi entre assistir ou não às cenas da primeira versão da novela na internet. Giovanna Grigio, por exemplo, preferiu ver de perto como era a Mili de Fernanda Souza. “A Fernanda teve a Mili dela e eu tenho a minha. Será diferente, mas sem fugir da personagem”, diz a atriz. No time de quem evitou buscar referências para o remake está Julia Olliver, de 10 anos, que fará a Pata. “Quero colocar outras coisas na minha personagem para ficar mais legal e mais ‘hoje em dia’”, finaliza.

Fonte: Jornal Estado de Minas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cuidado com o que você comenta,seus argumentos pode prejudicar nossa equipe e você próprio.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial